domingo, 15 de maio de 2016

Viena: um dos destinos mais interessantes da Europa


A capital da Áustria, Viena, é um dos destinos mais sofisticados e interessantes da Europa, onde o antigo e o moderno convivem em perfeita harmonia. A cidade é repleta de construções belíssimas, avenidas e ruas bem planejadas, com cafés e restaurantes a cada esquina, conferindo um charme especial.

Além disso, Viena respira música. A cidade é associada à música clássica, valsas e ao rio Danúbio. A Valsa de Strauss me parece ser a trilha sonora perfeita para se explorar a cidade e conferir suas principais atrações.


Bombons com cara do Mozart estão a venda em praticamente todos os supermercados e lojas de presentes. Mas nem só disso vive Viena. A cidade tem atrações para ocupar, com facilidade, seis ou sete dias de estadia.



Viena é uma cidade compacta, o que facilita o deslocamento até suas principais atrações, que inclui desde museus, galerias de arte e cultura, até parques e pistas de patinação de gelo no inverno.

Como chegar

Não existem voos diretos do Brasil para Viena. As companhias europeias voam para Viena com conexão em uma cidade da Europa. Faça uma busca para verificar qual companhia oferece a melhor combinação entre itinerário e tarifa.

Viena é servida por um excelente transporte ferroviário, permitindo ligações diretas a várias cidades da Europa. Os trens de alta velocidade tornam a viagem rápida e confortável: o Railjet liga Viena a Budapeste, Praga, Munique e Zurique. O ICE liga Viena a várias cidades da Alemanha. Para consultar horários e comprar passagens, consulte o site da OBB.

Ao comprar passagens de trem no site da OBB, tenha cuidado com as tarifas Sparsheine, que são bem mais baratas que as tarifas padrão. Essa tarifa somente é válida no trem específico que você escolher. Assim, se você perder o trem, perderá a passagem - sem direito a nenhum reembolso. Atente para o intervalo entre as conexões e leve em consideração que muitas vezes será preciso trocar de plataforma, descer e subir escadas e, com bagagem, isso pode demorar um pouco. Se você perder a conexão, terá que comprar um novo bilhete para o próximo trem.

Quando ir

Viena pode ser visitada em qualquer época do ano. No inverno (dezembro a meados de março), a temperatura e os preços dos hotéis caem bastante. As árvores secam e os parques perdem um pouco sua beleza, podendo nevar (principalmente em dezembro e janeiro) e a cidade ficar coberta de neve. É uma estação boa para encontrar a cidade e as atrações menos cheia de turistas. As demais estações do ano oferecem uma temperatura bastante agradável.

Onde ficar

Viena oferece uma boa rede hoteleira, com opções de hospedagem para todos os bolsos. Não chega a ser uma cidade de hospedagem cara, assim você encontrará boas opções para ficar no centro da cidade.

Ficamos perto da estação de trem Hauptbahnhof (HBF) e gostamos muito da localização. É perto da principal rua de compras da cidade, a Mariahilfer Straße. Com estação do metrô perto e tram, era possível chegar rapidamente até as principais atrações de Viena.

Locomoção em Viena

A cidade é servida por um excelente transporte público, composto por ônibus, trens, trams e metrô, sendo possível chegar até as principais atrações turísticas com facilidade.

Existem passes de um ou mais dias que podem ser adquiridos para se utilizar todos os meios de transporte de forma ilimitada. Valem muito a pena, pois economizam tempo e dinheiro nos seus deslocamentos.

Não existem catracas no metrô. Após comprar o seu ticket, você deverá validá-lo somente na primeira vez que for embarcar em uma das máquinas nas estações. Depois, é só guardar o ticket com você para mostrar em caso de fiscalização.

Atrações

Viena tem muitas atrações a serem visitadas, por isso procure sair bem cedo. Peça um mapa da cidade no seu hotel, assim poderá se localizar na cidade e organizar seu roteiro para o dia.

Casa de Mozart

A casa de Mozart está localizada bem no coração de Viena, pertinho da Catedral de São Estevão. Trata-se de local onde Mozart viveu com sua família entre 1784 a 1787, sendo possível conhecer as dependências do apartamento no qual o compositor criou alguns dos seus sucessos e ainda conhecer objetos pessoais e passagens interessantes da vida do artista.


Funciona todos os dias, das 10 às 19hs.
Ingressos no local por 10 euros (inteiro) e 8 euros (meia entrada). Crianças até 14 anos de idade pagam 3 euros. O áudio guia é gratuito.

Catedral de São Estevão (Stepahnsdom)

A Catedral gótica de São Estevão, a Stephansdom, foi construída no centro de Viena e chama atenção pela sua beleza e grande imponência. Não deixe de incluí-la no seu roteiro, pois é um dos cartões postais da cidade e ainda a entrada é gratuita.

Hofburg

Até 1918 esta construção, localizada no centro de Viena, funcionou como o centro político da monarquia e nos dias atuais abriga gabinetes de governo e museus interessantes.


São muitas as atrações a serem visitadas no Hofburg, exigindo bastante tempo. O ideal seria dedicar quase um dia inteiro para conhecê-lo com calma. Mas, com pouco tempo na cidade, procure reservar, pelo menos, cerca de três horas para visitá-lo.


Aqui você terá a oportunidade de visitar os aposentos imperiais, onde viveram o imperador Franz Josef I e a imperatriz Elizabeth, conhecida como Sissi.

Uma atração interessante do Hofburg é o Museu Sissi, dedicado a importante imperatriz Elizabeth. O museu possui uma boa coleção de roupas, joias e prataria. Além disso, terá a oportunidade de conhecer a academia particular onde a Sissi se exercitava.

Kärntner Straße

É uma rua exclusiva de pedestres, repleta de lojas que vendem de tudo. Caminhar por essa rua é bastante agradável, mesmo que você não pretenda comprar nada, pois o lugar é legal e cheio de construções bonitas.



Mariahilfer Straße

É a mais extensa rua de compras de Viena, contando com grandes lojas de departamento como C&A, Forever 21, Sports Direct, H&M e Zara. Conta ainda com cafés, lanchonetes e restaurantes. Vale a pena ir conferir.


Belvedere

O Belvedere é composto por dois bonitos palácios: o Belvedere Superior (Upper Belvedere) e o Belvedere Inferior (Lower Belvedere). O lugar abriga coleções muito importantes e valiosas. Se tiver que escolher qual palácio visitar, que seja o Upper Belvedere. Não deixe de ver os trabalhos do austríaco Gustav Klimt, imortalizado por sua obra O Beijo.



Os jardins do lugar também são muito bonitos e lembram os de Versailles, na França.


Palácio de Schönbrunn

O Palácio de Schönbrunn é uma construção muito bonita, contando com lindos jardins. É um dos cartões postais da cidade de Viena e vale muito a pena ir conhecê-lo, mesmo que seja somente para visitá-lo por fora os seus jardins (gratuito).


O interior do Palácio é muito interessante e está bem conservado. É possível visitar os aposentos imperiais, incluindo os usados pelo imperador Franz Joseph.


Não deixe de conhecer o salão da imperatriz, que é muito bem decorado com lindas pinturas e retratos dos filhos da imperatriz Maria Teresa. Visite também a sala dos espelhos, local onde o Mozart se apresentou quando tinha apenas seis anos de idade.

Embora o Palácio não esteja localizado no centro de Viena, pode ser alcançado com facilidade de metrô, ônibus ou tram.

Wiener Riesenrad (Roda Gigante de Viena )

Essa roda gigante foi construída em 1897 para celebrar o Jubileu de Ouro do imperador Franz Joseph I. Está localizada no Prater, um bonito parque um pouco afastado do centro de Viena, mas com fácil acesso utilizando-se o transporte público.


A roda gigante tem 65 metros de altura, oferecendo uma bonita vista da cidade de Viena. Os vagões são de madeira e ainda originais da época de sua construção. A roda gigante gira bem devagar e o passeio é de apenas uma volta.


Além da roda gigante, o parque conta com brinquedos radicais, barates, restaurantes e casas noturnas. É um lugar legal e que fica animado durante a noite.


Para chegar, desça na estação de metrô Praterstern.

Rathaus 

Construído em 1872, é o prédio da prefeitura de Viena. Sua torre central tem mais de cem metros de altura. É uma linda construção.


Durante o inverno, é instalada uma pista de patinação no gelo bem grande, além de locais vendendo comida e bebida. O lugar fica bastante animado, principalmente aos finais de semana.

Dicas de Viena

- Viena é uma cidade muito bonita e interessante, sendo legal conhecê-la com calma, sem pressa.
- O inverno em Viena é bem frio, por isso procure levar bons agasalhos. 
- Procure agrupar as atrações por região, reduzindo gastos com deslocamento e ainda ganhando tempo.
- A cidade é bastante segura, tenha o cuidado que teria em qualquer capital brasileira.
- Experimente os chocolates com o rosto do Mozart que são vendidos em praticamente todas as lojas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário